Há momentos em nossas vidas em que nos encontramos no fundo do poço.

O homem, de certa forma é o que realiza. Tudo o que o homem realiza, assim como tudo o que deixa de realizar, é fruto do seu pensamento. Você pode transformar os seus pensamentos em realidade e será recompensado ou castigado pelo que fizer.

Portanto, entre em ação. É de movimento que a vida é feita. A qualidade de vida, todavia, depende da qualidade da ação que, por sua vez, depende da qualidade do pensamento. É no pensar correto que reside o poder do ser humano. E pensar correto é quando meu pensamento reforça meus objetivos e me ajuda a chegar mais próximo deles. Todo pensamento que me afasta do que quero, do que entendo que seja minha missão de vida ou que está me ajudando a chegar nela, é um pensamento incorreto.

O grande e maior poder de todos na atualidade está em conhecer a si mesmo. E entrar em ação para que isso aconteça depende apenas da sua boa vontade.

O poder supremo está na habilidade de mudar a própria vida e não na habilidade de mudar a vida do outro. O poder verdadeiro está na habilidade de controlar e dirigir o próprio destino e não na habilidade de controlar o destino dos outros. Tem poder aquele que sabe claramente o que quer fazer de sua própria vida e faz.

Como saber o que fazer da própria vida? É preciso compreender o significado da vida. Compreender a vida é compreender a si mesmo.

A verdadeira mudança é aquela que começa em nós mesmos. A verdadeira mudança só se realiza quando compreendemos as nossas relações.

Conta-se que numa rua movimentada de uma grande cidade aconteceu um assalto. O que chama a atenção é o diálogo entre o assaltante e a vítima.

– Não se mova! – ordenou o assaltante.

– Vamos logo, a bolsa ou a vida! – acrescentou o marginal.

– Você escolhe, cara, ambas estão vazias. – respondeu a vítima.

Muito cuidado com a vida vazia, vazio faz parte de uma emoção chamada tristeza, e ela atualmente tem devastado vidas. Tem permitido que pessoas entrem em isolamento profundo por não se sentirem aceitas ou reconhecidas.

Amar a si mesmo é estar em comunhão e não em isolamento. Para que possamos desenvolver o amor próprio, precisamos entrar em ação, e colocar nossa mente para trabalhar ao nosso favor.

Procure desenvolver mais ternura, tolerância e amor por si, menos violência e autopunição.

Michele Servelhere