Você tem culpa de quê? Não, autorresponsabilidade não é culpa. É justamente o oposto. É a falta dessa virtude que atrapalha e muito todos os processos da sua vida. Você está disposto a assumir o poder que tem aí? Sim, porque a partir do momento que você coloca essa virtude na sua vida, você tem que deixar de se posicionar como vítima da situação.
Já percebeu que quando você pede DESculpa, está literalmente tirando a sua responsabilidade sobre aquele evento, fato ou acontecimento? Que tal toda vez que pensar em se desculpar, você parar e trocar imediatamente a palavra desculpa por GRATIDÃO. Olha como é simples e fácil.
Provavelmente você já usou essa expressão: ‘Fulano, desculpe pelo atraso”. Que tal, a partir de agora, você usar: “Fulano, gratidão por ter me esperado”.
Assista também ao vídeo da Anna Lobo sobre o tema e siga conosco nessa jornada rumo à prosperidade e à abundância.
Abandone sentimentos densos
O primeiro passo para criar autorresponsabilidade é deixar de lado sentimentos como mágoa, ressentimento, raiva, rancor e vitimismo. Traga para si a responsabilidade de analisar e entender o que você está gerando, vibrando e criando para que ainda exista espaço na sua vida para esses tipos de sentimentos, pessoas e situações tão densos.
Elimine de uma vez por todas do seu cardápio de emoções estes três sentimentos: culpa, ressentimento e mágoa.
Esses sentimentos são grandes bolas de ferro amarrando  seu tornozelo. São crenças limitantes, são aprendizados enraizados, que infelizmente te bloqueiam.
Crie coisas boas
Sei que você já deve ter ouvido isso milhões de vezes; mas, você tem um poder incrível, de criar, de COcriar a sua realidade. Esse poder não é algo que se conquista, e eu também não posso te dar esse poder. Porque todos nós, seres humanos, já nascemos com ele. Talvez você ainda não saiba usá-lo, ou usa de maneira equivocada, ou simplesmente não pratica. O que eu posso é te ajudar com algumas dicas… e lá vai a primeira – grave e aceite isso, que dói menos (rs): Tudo o que você pensa, vibra, fala, você cria.
Às vezes, as coisas, pessoas, relacionamentos, colegas, amigos, pessoas que você encontra no ponto de ônibus ou na fila do supermercado, têm exatamente a ver com a forma que você está criando a sua realidade. A nossa realidade é criada através das nossas crenças, das informações que recebemos ao longo de nossas vidas desde o nosso nascimento.
Esses programas instalados no nosso subconsciente é que dão a “ voz de comando” e a direção de nossa vida. Por meio dessa energia na qual vibramos, criamos um campo eletromagnético, que acaba por se transformar em nossa assinatura vibracional. Assim, automaticamente, atraímos coisas e pessoas na mesma sintonia, na mesma frequência.
O Universo te dá o que você pede. Então, se você PRECISA de algo, vai continuar precisando, pois a mensagem que você está enviando é a da falta, da escassez.
Acompanhe a série 7 virtudes essenciais para o sucesso:
Sabedoria
Honra
Serviço

Propósito
Pare de precisar
A minha segunda dica de ouro é mandar para longe toda e qualquer autossabotagem. Entenda e compreenda que sua vida está nas suas escolhas, nos seus pensamentos, então substitua todas as vezes a palavra PRECISO.
Use o Português, verbos no tempo PRESENTE e sempre no POSITVO. Por exemplo: “Eu preciso de dinheiro”… troque por “ eu quero dinheiro”, ou eu “ tenho dinheiro”, “ eu recebo dinheiro”.
Use e abuse das expressões EU TENHO, EU QUERO, EU RECEBO, EU ACEITO, EU APRENDO, EU CONSIGO. Só essa troca, de falar tudo no presente e no positivo, vai mudar completamente a sua vibração.
Mude
Ter autorresponsabilidade dá trabalho, porém é o ÚNICO acesso ao seu verdadeiro poder. Assim que você colocar em prática a autorresponsabilidade, vai notar o domínio sobre as situações em sua vida. Afinal, se você é o responsável pelas situações, você pode mudar os resultados que está conseguindo por meio delas.
Será impossível mudar a sua vida sem autorresponsabilidade.
Perla Fernanda Drongeck – Terapeuta Thetahealer